Ucrânia recusa responder com força à "provocação" russa ~ PORTAL DE NOTICIAS

domingo, 2 de março de 2014

Ucrânia recusa responder com força à "provocação" russa


Camiões russos na estrada de Sevastopol a Simferopol, na região da Crimeia
Camiões russos na estrada de Sevastopol a Simferopol, na região da CrimeiaFotografia © Reuters/Baz Ratner
O primeiro-ministro ucraniano afirmou hoje que a Ucrânia se recusa a responder com a força à "provocação" da Rússia na península da Crimeia, depois de noticías que indicavam que as tropas russas tinham sido enviadas para a região.
Segundo o ministro da Defesa ucraniano, Igor Peniouk, a Rússia enviou seis mil homens e 30 blindados para a Crimeia, república autónoma da Ucrânia que tem sido afetada por tensões separatistas e que abriga a frota da Rússia do Mar Negro. Tudo sem "pré-aviso nem permissão da Ucrânia, contra os princípios de não-ingerência nos assuntos dos estados fronteiriços", denunciou.
"A presença inadequada de tropas russas na Crimeia é uma provocação", mas "as tentativas de que Ucrânia reaja pela força falharam", afirmou o primeiro-ministro Arsenity Yatsenyuk, citado pela Agence France Presse (AFP).
Um repórter da AFP na Crimeia testemunhou esta manhã a presença de dezenas de homens mascarados e com uniforme, mas sem qualquer insígnia, que tomaram posições junto ao edifício do parlamento regional da Crimeia.
Duas metralhadoras foram colocadas em frente do edifício como aviso de defesa, apesar de não haver informação sobre a quem pertenciam.
Desde quinta-feira que homens armados pró-Rússia tomaram o controlo do parlamento.
FONTE: DN GLOBO
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário