Brasil vira sobre EUA e vai à fase final do Grand Prix ~ PORTAL DE NOTICIAS

sábado, 16 de agosto de 2014

Brasil vira sobre EUA e vai à fase final do Grand Prix




Sheilla encara bloqueio americano Brasil venceu por 3 sets a 2 Brasil vira sobre EUA e vai à fase final do Grand PrixNesta sexta-feira, o esforço falou mais alto que a luta pela sobrevivência em Bangcoc, na Tailândia. Sobrando na classificação geral do Grand Prix, a Seleção Brasileira feminina mostrou pouco vôlei nos sets iniciais, mas recuperou-se para vencer os Estados Unidos no tie-break e garantir vaga na fase final. Desorganizada no início, a equipe melhorou a recepção e trabalhou a paciência nos ataques para virar sobre
as americanas e triunfar por 3 a 2, com parciais de 29/31, 22/25, 25/22, 25/19 e 15/10.
A vitória nesta sexta significa bastante na campanha brasileira neste Grand Prix. As comandadas de Zé Roberto têm mais dois jogos nos próximos dias: contra a República Dominicana, neste sábado, e Tailândia, no domingo, mas são praticamente amistosos.
Com vaga garantida na fase decisiva, as meninas não têm maiores ambições nos duelos, que servirão de preparação para a próxima etapa. A Seleção segue liderando o Grupo G, agora com 20 pontos, seguida por Turquia e China, que têm 13, e Sérvia, com 11. Os Estados Unidos têm 10.
O destaque da equipe canarinho nesta sexta foi Thaisa, que fez grande partida de recuperação para anotar 23 pontos. A meio-de-rede só mexeu menos no placar do que a americana Murphy Kelly, que fez 26. Sheilla, com 20, e Fernanda Garay, com 14, também pontuaram bem.
O jogo
Disputado em 36 minutos, o primeiro set foi marcado pelo equilíbrio em parciais altas, fruto da irregularidade da Seleção. Mesmo conseguindo abrir quatro pontos no início, a equipe não soube aproveitar os erros americanos e acabou deixando o adversário encostar.
Os problemas na recepção criaram dificuldades para Dani Lins, que foi frequentemente obrigada a se desdobrar para encontrar opções. Em uma dessas situações, a levantadora deu passe às costas de Fernanda Garay, que tentou a largada sem sucesso. No contra-ataque, os EUA fecharam em 31/29.
Começando em desvantagem pela primeira vez neste Grand Prix, o Brasil teve que correr atrás no segundo set. A recepção ruim repetiu-se e resultou em vantagem de cinco pontos para as adversárias. Então a equipe brasileira passou a precipitar os ataques e frequentemente parou no bloqueio. Dani Lins chegou a compensar a perda da primeira bola, mas não conseguiu equilibrar o jogo e os EUA ampliaram vantagem ao vencer por 25/22.
A evolução no set final rendeu às brasileiras certo alívio. À frente no placar durante boa parte da parcial, a equipe mostrou melhor desenvoltura na defesa e, a partir daí, conseguiu construir os ataques com maior paciência. O resultado foi a melhora no meio de rede, com ataques mais rápidos e vitória por 25/22.
Com melhor passe, a Seleção cresceu no jogo, distribuindo os ataques com precisão para manter vantagem no quarto set. O Brasil contou com boas aparições de Fabiana e Fê Garay para ter pontos de frente e pressionar os EUA ao erro.
Sem a mesma desenvoltura dos sets iniciais, a jovem seleção americana passou a fazer más escolhas, como o ataque que parou no bloqueio simples de Dani Lins e rendeu o 20º ponto. A partir daí, as meninas só precisaram administrar a vantagem para fechar em 25/19 e levar a partida ao tie-break.
Saindo na frente no set de desempate, o Brasil contou com a regularidade de Thaisa para manter-se em vantagem. Mais solta em quadra, a equipe teve tranquilidade para arriscar, como na largada de Fabiana após difícil levantamento de Dani Lins com apenas uma mão. A bola da capitã caiu e logo na sequência, em virada de Sheilla, o Brasil fechou o jogo em 15/10.
Fonte: agorams.com.br/

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário